1.png

André Tavares Rodrigues  

Natural da ilha de São Miguel, é licenciado em Psicologia Social, Mestre em Psicologia Criminal e do Comportamento Desviante e Doutor em Educação e Psicologia pela Universidade de Oviedo. É atualmente autor e coordenador do primeiro Estudo Nacional sobre o Bem-Estar no Sistema de Proteção Português (promoção do Bem-estar e prevenção do “burnout” em equipas de intervenção psicossocial) promovido pelo Ministério da Saúde ‒ Direção Geral da Saúde: Programa Nacional para a Saúde Mental, e pelo Ministério do trabalho e da Solidariedade social: Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Criança e Jovens e, pelo Governo Regional da Madeira. Iniciou o seu percurso profissional em 2001 com populações em situação de vulnerabilidade, em risco e em perigo, tendo sido diretor de várias Casas de acolhimento residencial, e o primeiro Diretor Técnico de uma Casa do Gaiato em Portugal. Desenvolveu treino de competências pessoais e socias com reclusos no estabelecimento prisional de Ponta delgada e foi Diretor Pedagógico da primeira oficina socioeducativa com populações em risco dos Açores: PerKursos. Conta na sua experiência profissional como formador especialista nas áreas da Promoção do bem-estar psicológico em equipas de intervenção social; psicologia do comportamento desviante; transição à vida adulta e acolhimento residencial, e é, atualmente Supervisor técnico de várias Casas de Acolhimento de crianças e jovens em Perigo em Portugal continental, Madeira e Açores. É (co)autor e orientador científico dos Projetos Educativos das 51 Casas de Acolhimento das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores. É professor convidado em universidades portuguesas e estrangeiras nas disciplinas de infância e juventude em risco, comportamentos desviantes e transtornos emocionais, conta ainda várias publicações nacionais e internacionais em matéria de infância e juventude.  

2.png

Lia Araújo  

Doutorada em Ciências Biomédicas pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, Mestre e Licenciada em Gerontologia pela Universidade de Aveiro. Docente na Escola Superior de Educação de Viseu, onde leciona unidades curriculares ligadas ao envelhecimento e orienta estágios curriculares da mesma área. Investigadora no AgeingC do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), sediado na Universidade do Porto, e membro de vários projetos de investigação, como o “QASP - Quality of life and Ageing in Spain, Sweden and Portugal”, financiado pelo Instituto de Salud Carlos III, o “VIAS - Viseu InterAge Stories: developing an app to foster Social Inclusion and Healthy Lifestyles”, financiado pela FCT e o “MentHA: Mental Health and Aging: bridging knowledge through generations”, financiado pela Direção-Geral de Saúde. Atualmente encontra-se a desenvolver o doutoramento em Ciências da Educação e do Comportamento, na Universidade de Vigo, onde está a desenvolver um estudo sobre as potencialidades do photovoice na formação e profissão de Educadores Sociais. 

3.png

Olga Oliveira Cunha

Psicóloga dos Serviços de Psicologia, Inclusão e Igualdade da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.  Licenciada em Psicologia Educacional e Doutorada em Psicologia Comunitária, ambos pelo ISPA-IU. Professora convidada no ISPA-IU no Mestrado de Psicologia Comunitária e Secretária da RESAPES biénio 2021-2022.

4.png

Fátima Correia

Vice-presidente da Associação dos Profissionais Técnicos Superiores de Educação Social (APTSES). Licenciada em Educação Social, mestre em Educação e Intervenção Social – Educação de Adultos e Desenvolvimento Comunitário e doutoranda em Educação na Universidade de Santiago de Compostela. Pós-graduada em Inovação Educacional Inclusiva pela Escola Superior de Educação Paula Frassinetti. Técnica Superior de Educação Social. Assistente convidada da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto. Investigadora colaboradora do inED – Centro de Investigação e Inovação em Educação da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto. 

1.png

Marta Tagarro

Psicóloga Clínica, Arte-Psicoterapeuta e doutoranda em Psicologia. Especialista pela Ordem dos Psicólogos Portugueses em Psicologia da Educação, Psicologia Comunitária e Psicoterapia.  

É docente na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Santarém e formadora de psicoterapeutas na Sociedade Portuguesa de Arte-Terapia. Exerce prática clínica privada e dinamiza regularmente atividades na áreas social e da educação. 

2.png

Janire Fonseca Peso, Javier Pérez Hoyos e Marta Ruiz Narezo  

Janire Fonseca Peso: Professora de Educação Social da Universidade de Deusto. Coordenadora do trabalho de fim da Licenciatura Campus Bi (Bilbao / Donostia). Departamento de Pedagogia Social e Diversidade. Membro da equipa de pesquisa “INTERVENÇÃO: Qualidade de Vida e Inclusão Social”. 
 

Marta Ruiz-Narezo: Professora de Educação Social da Universidade de Deusto. Coordenadora da Licenciatura em Educação Social Bi campus (Bilbao / Donostia). Departamento de Pedagogia Social e Diversidade. Membro da equipa de pesquisa “INTERVENÇÃO: Qualidade de Vida e Inclusão Social”.   

Javier Pérez Hoyos: Professor de Educação Social da Universidade de Deusto. Departamento de Pedagogia Social e Diversidade. Membro da equipa de pesquisa “INTERVENÇÃO: Qualidade de Vida e Inclusão Social”.  

G.png

Georgette Devillet Lima 

Mulher com 65 anos, Mãe, Esposa e Avó.
Gosta de potencializar o melhor dos Seres Humanos é Supervisora de práticas e projetos sistémicas, coordenadora da Rede NEE e Atividades da Responsabilidade Social e Sustentabilidade no IPSantarém.  

Realiza enquadramento de profissionais em Portugal e no estrageiro.  

É Terapeuta e Coach Sistémica e Familiar.  

Formada em: Licenciatura em Ciências Médico-Sociais (Universidade Católica de Lovaina); Pedagoga Agregada ao Ensino Superior ((Universidade Católica de Lovaina); Cooperante ao desenvolvimento (Ministério dos negócios estrageiros, Bélgica); Mestre em Ética da Saúde (Universidade Católica de Lisboa); Especialista em Saúde comunitária (Escola superior da Saúde de Santarém) e Enfermeira (École Supérieur de Jeanne d’Arc, Belgique). 

camara.png

Catarina Câmara

Nasceu em Lisboa e desenvolve a sua atividade profissional, cruzando práticas artísticas artísticas, educação e intervenção social e comunitária. 

É licenciada em direito pela Faculdade de Direito de Lisboa e em dança pela Escola Superior de Dança de Lisboa, tendo complementando a sua formação em artes performativas no c.e.m. (centro em movimento), fórum dança e centro coreográfico la raffinerie- charloi danse (Bruxelas). Fez o curso em piscoterapia Gestalt pela sociedade luso espanhola de psicoterapia Gestalt de Lisboa. 

Desde 2003 é bailarina da Companhia Olga Roriz , destacando também o seu trabalho como intérprete com o Teatro O Bando, Luca Aprea e Sara Anjo. 

Leciona dança/movimento para profissionais de dança e teatro e público em geral, colaborando com: FOR dance theatre (formação Olga Roriz em dança-teatro), Companhia Nacional de Bailado, Escola Superior de Teatro e Cinema, Instituto Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa, Espaço Evoé, Espaço Sou, Teatro Municipal Joaquim Benite, Teatro Municipal de Aveiro, Academia de Artes de Lisboa (AMA) Sociedade Guilherme Cossoul, entre outros. 

Desenvolve grande parte do seu trabalho na área da educação pela arte tendo integrado diferentes projetos multidisciplinares (Direção Geral de Educação, Fundação Aga Khan e Agrupamento de Escolas Matilde Rosa Araújo- EB1 António Torrado, Projetos de Aproximação à Dança pela Companhia Nacional de Bailado, Pegada Cultural com Causas Comuns- Acordarte, Teatro Ibsen, Escola Luís António Verney, Companhia Paulo Ribeiro e Teatro Viriato). 

Regularmente, dá formação em metodologias para as práticas artísticas para a inclusão social (alunos da pós-graduação em Práticas Artísticas para a Inclusão Social da Universidade Católica de Lisboa, alunos do mestrado em Intervenção Comunitária do curso de Dança da EDS e alunos do curso de Psicoterapia Gestalt do curso de Psicoterapia Gestalt). 

Desde 2019 é coordenadora artística e social do CORPOEMCADEIA (projeto PARTIS- práticas artísticas para a inclusão social), apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian. 

Fez diversas assistências de movimento para teatro e dança: Arder num Hotel (2008) e Play (2009) de Ushia Vaello, O Feio (2016) de Antonio Cafiero, Anatomia de Otelo (2016) de Cristina Carvalhal, Frei Luís de Sousa (2016) e Tartufo (2015) de Rogério de Carvalho, Tragédia Optimista (2015) e Em Direção aos Céus (2013) de Rodrigo Francisco, Carnaval et La Folie (2011) de Luca Aprea, Vinte e Zinco (2007) de Maria João Rocha e Sonho de Uma Noite de Verão (2008) de Claudio Hochman. 

liliana.png

Liliana Silva

Licenciada em Psicologia Clínica e Mestrado em Psicologia da Saúde pelo ISPA, Instituto Universitário. Diretora Técnica do Fórum Sócio Ocupacional d’A FARPA desde 2010.